Minha Opinião: Alta Tensão

em 20/10/2014
Título Original: Live Wire
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Páginas: 271
Avaliação: 5/0

Sinopse:

Uma mensagem anônima deixada no Facebook da ex-estrela do tênis Suzze T põe em dúvida a paternidade de seu filho. Grávida de oito meses, ela pede a ajuda de seu agente e amigo Myron Bolitar para descobrir o responsável por essa intriga e trazer de volta seu marido, o astro do rock Lex Ryder, que saiu de casa depois de ler o texto. 
Descobrir o paradeiro de Lex não é tarefa difícil para um ex-agente do FBI. Mas, na mesma boate onde o encontra, Myron é surpreendido ao ver Kitty, a mulher que fugiu com seu irmão, Brad, e o afastou para sempre da família. 
Tentando ajudar a amiga e reencontrar o irmão mais novo, Myron se vê preso numa rede de segredos obscuros que põe em risco as pessoas que ele mais ama. Agora, só a verdade poderá salvá-las. Mas, para que ela prevaleça, nenhuma mentira pode restar – seja ela de Suzze, Lex, Kitty ou do próprio Myron. 
Nesta premiada história, Harlan Coben mais uma vez consegue construir uma trama envolvente, que fala de fama, ganância e rivalidade e surpreende por seu toque humano. Na aventura mais difícil de Myron Bolitar, seu passado vem à tona e, junto com ele, feridas que jamais se fecharão.

Resenha:
Como sempre a escrita do Harlan Coben me prendeu, me cativou e me fez viajar rapidamente pelas páginas. Mas há outro elemento presente nesse livro de uma forma o tão intensa "a tensão", tensão essa presente em todo o livro, o que me fez devorar o mesmo rapidamente e ainda querer mais após terminar a leitura. 

Então ela lhe mostrou. As três palavras que iriam ecoar dolorosamente em seu coração durante muito tempo.
Página: 12
Tive o segundo contato com o personagem Miron Bolitar com Alta Tensão, o mesmo me pareceu mais humorado, mais desenvolvido, já que em "Quando ela se foi" o primeiro livro que li da série do Miron, eu não gostei tanto do personagem como neste livro.
Desta vez achei o Miron, mais racional, e como disse anteriormente, mais humorado. Sem deixar de mencionar Win, seu amigo com um forte temperamento irônico, cheio de grana e que não se poupa em ajudar o amigo, Miron.
Todos nós temos nossos tormentos, cicatrizes e fantasmas. Mas todos nós sorrimos e fingimos está tudo bem. Somos educados com desconhecidos, encontramos com eles pelas ruas, fazemos fila no supermercado e conseguimos ocultar a dor e o desespero. Trabalhamos duro, fazemos planos e, na maior parte das vezes, vai tudo por água abaixo.
Página: 111
A leitura, inicia-se com uma misteriosa mensagem anônima deixada na página do Facebook da academia de Suzze T, uma ex-tenista de sucesso. O post comentado, é uma foto pessoal, onde Suzze mostra sua barriga de oito meses, e o comentário é "ele não é seu". O que faz Lex Ryder, marido de Suzze sumir de casa.
Suzze, ainda assustada e sem saber ao certo o que seu marido pode está achando dela, vai ao encontro de Miron, pois o mesmo é seu agente e de Lex. Suzze pede a ele ajuda, e Miron, então resolve procurar entender o que de fato, tem atrás daquele post...
Não é difícil ver ao passar das páginas o quanto o Miron gosta de bancar o Sherlock Holmes e isso foi um dos motivos para eu não ter gostado tanto dele em, Quando ela se foi.  Mas o que parecia ao ao ver dele apenas uma brincadeira de mal gosto, talvez um vagabundo, algum maniaco ou algo do tipo por trás daquele perfil com uma imagem estranha que escreveu o comentário, pode ser muito mais complexo e perigoso.
O sol os castigava com fúria. Myron se virou para o céue cerrou os olhos. Sentiu-os lacrimejar. Quanta coisa havia mudado desde que Suzze aparecera em sua sala para pedir socorro. Página:266
Em Alta Tensão, vem á tona, não só grandes revelações sobre o passado de conhecidos de Miron, mas de pessoas mais intimas do mesmo,  como seu irmão Brad, que Miron não ver á anos. Miron percebe que o que está preste a descobrir pode colocar em risco pessoas que ele ama e ele próprio. 
Harlan Coben, de fato escreveu mais um livro policial ótimo, as palavras me fogem para falar de um forma simplificada do mesmo. Alta Tensão, em nenhum momento me decepcionou, ou se tornou uma leitura cansativa, é um livro bem escrito, bem desenvolvido, como os demais livros lidos por mim do autor. Contendo assim, como os seu outros livros, várias histórias cruzadas umas nas outras de forma bastante realista, sem parecer surreal ou forçada. 
Como sempre o Harlan consegue surpreender. Fazendo de fato o leitor viajar pelas páginas e querer mais e mais de sua escrita tão acolhedora, misteriosa e tensa.

Top 5: Raças de cachorro que eu desejo

em 18/10/2014
Oiiiie Galere

Coluna nova pra vocês, não precisa explicar, porque vocês são espertos e já sacaram.

Nesse Top 5, escolhi falar das 5 raças de cachorro que eu desejo. Tinha que iniciar com esse tema porque né, troco toda humanidade facil pelo animais, pensando bem o mundo tão bom e lindo.
Foi uma difícil tarefa, pois, escolher só 5 raças, mas são as cinco primeiras que venho em mente e são as que eu mais gosto e acho fofas e que dá vontade de apertar até estourar. :3

Elas são:





Bulldog
Essa cara de bravo, encrenqueiro e toda amassada me seduz e quando são filhotes, só amor por eles.












Pug
Esses pequenos pentelhinhos, o modo como fazem cosplay de porco, devido a respiração por causa do focinho, me fascina. Os olhos esbulhados é uma charme a parte. Sou louca por um Pug, fêmea e preta. Porque fêmea? Pug fêmea são loucas, tudo a ver comigo ♥









Beagle
Sempre fui apaixonada pela raça, desde pequena eu sempre sonhei em ter um Beagle. São hiperativos, brincalhões é tudo que eu necessito. Sem falar que são lindos :)








Fila Brasileiro
Teria fácil um cavalo desse, são lindos, imponentes, cara de mongo, babões, enormes, babões, dóceis se tratados do modo certo, já disse babões? rsrs





Corgi
Por ultimo, mas não menos importante. Corgi, esse pequeno me conquistou a pouco tempo, da última vez que fui ao Parque do Ibirapuera, eu vi e lógico que fui falar com o dono pra deixar eu brincar com o cachorro e o dono deixou, então, Brubs se acabou. Corgi é uma raça tão linda, carismática e meiga. Confesso que quando e se tiver o meu ele vai viver de cosplay :3



É isso galerinha, espero que tenham gostado. Beijos

Clique e participe

Abandonei: O Peculiar

em 16/10/2014
Título Original: The Peculiar
Autor: Stefan Bachmann
Páginas: 271
Livro #1


Parte romance gótico, parte mistério e aventura steampunk. Após a invasão do mundo pelos seres mágicos, as fadas foram aceitas entre os mortais, mas os mestiços não têm lugar. Os irmãos Barthy e Hettie vivem com medo. Tudo piora quando Peculiares são encontrados, ocos, boiando no Tâmisa. Mas eles estão seguros em Bath, não? Talvez... Se não fosse pela misteriosa dama em veludo ameixa que aparece na vizinhança. Quem é ela? E o que quer?

Pronto prevejo eu sendo linchada nas internet da vida!!! Mas sim eu Bruna, abandonei O Peculiar.

Vocês que acompanham o blogs sabe que não fico enrolando na leitura de um livro, sou sincera comigo mesmo, não vou ficar persistindo em uma coisa que eu sei que não vai vingar, sou assim na vida. Paciência!!!

Bom, escolhi O Peculiar pelo simples motivo: é parte gótico, parte mistério e aventura steampunk. Geeeeente é minha cara, quando chegou amei a capa, já tinha lido resenhas em blogs confiáveis e todos falaram bem, então, achei que iria gostar. Logo, ao iniciar a leitura eu gostei, Renato dono do blog Realidade Caótica e nosso colunista, ta de prova, comentei com ele que tava curtindo, mas, ficou por isso mesmo, ainda no começo do livro, a narrativa ficou chata, cansativa, não conseguia ler, me dava sono, lia 2 linhas e já perdia a vontade totalmente. Fui atras de mais resenhas, opiniões, fui no skoob e o livro é bom, na verdade, mas infelizmente comigo não funcionou.

Espero que vocês não levem meu abandono a sério e que na verdade vão e adquiram o livro, para tirar suas dúvidas, se alguém aqui leu deixe um breve depoimento no comentário, vou gostar de ler :D

Resultado Top Comentarista #OPeculiar + Novo Top Comentarista #OTeste

em 15/10/2014
Heeey Galere \o

Mais um top finalizado e cá esta o resultado, dessa vez eu gravei beeeeeem melhor assim :D

Parabéns ao ganhador, o email já foi enviado, em breve a editora vai mandar o livro. Lembrando que se o ganhador não responder o email em até 48 hrs, será feito outro sorteio Ok?

Parabéns Kris Oliveira!!
Desconsiderem meu pai brigando com Cidinha ao fundo.

E hoje inicia um novo Top, valendo o livro O Teste da Editora Única, primeiro livro de uma série que esta sendo bem comentada, em breve terá resenha no blog :D


As regras são as mesmas, comentar nas postagens válidas, preencher o formulário com o link da postagem válida, formulário esse que se encontra clicando na imagem do Top Comentarista na lateral do blog. E boa sorte.

Lembrando não será feito contagem de maior comentarista e sim sorteio entre os participantes, quanto mais comentar mais chance de ganhar. 

Siga a editora em suas redes sociais:
Twitter: @UnicaEditora






Minha Opinião: Quem sou eu, afinal?

em 14/10/2014
Autor: Ricardo ValVerde
Páginas: 245
Editora Novo Século
Classificação: 3/5

Daniel Lebzinski, é um senhor 50 anos, doador de sêmen, que esta insatisfeito com a vida, vive em grande tristeza e amargura. Judith Stelar é uma enfermeira e amiga de Daniel, ela é uma das poucas pessoas que permanece ao seu lado, pois Daniel, foi diagnosticado com Mal de Alzheimer.
Benjamim é um jovem, que tem a vida toda virada de cabeça pra baixo, ao descobrir que seu pai é "estéril" e assim começa a jornada de descobrir quem é seu "verdadeiro pai". Elad, "pai de criação" de Benjamim, é um marido e pai distante, onde ao descobrir que Benjamim descobriu tudo, se vê em uma abismo.
Um dia entenderemos essa doença por completo e o Mal de Alzheimer deixará de ser tão assustador. Hoje o que temos, além de algumas migalhas que  tentamos juntas a todo custo, é o susto. Pag 165
O livro contém outros personagens importantes, mas que prefiro deixar ocultos. Todos com uma história diferente, mas que no final se cruzam.

Conheci o livro em um encontro, já conhecia o Ricardo através de falatório entre a blogosfera e nesse encontro ~~não me recordo o nome~~ conheci ele e o livro pessoalmente, só de escutar o Ricardo falando sobre o livro, já fez com que meus olhinho brilhassem e foi na Bienal que eu adquiri o livro. 

Passado um tempo resolvi ler e logo de cara minha decepção, a escrita e a história não estava me prendendo e eu desanimei total, queria entender, porque todo mundo falava bem dos livros e do Ricardo. Como sou teimosa, aos trancos e barrancos fui forçando a leitura, pensei em abandonar e vocês que acompanham o blog sabe que abandono sem dó, mas fui persistente e até que Benjamim começa a descobrir as coisas e pá, o livro me conquistou de tal forma, que não conseguia separar.
Quando se tem alguém com Mal de Alzheimer na família, o simples toque do telefone pode parecer como o apertar do gatilho num jogo de roleta russa. Tudo pode acontecer e a notícia pode vir acompanhada por um tiro na garganta. Pag 195
Me envolvi tanto com os personagens e ao chegar ao final, estava torcendo para ser diferente, mas não reclamo, o final foi lindo e emocionante e depois da leitura no meu momento de reflexão sobre o livro, o final tinha que ser aquele, não podia ser outro. 

Quem sou eu, afinal? Me trouxe vários tipos de sentimentos, chorei e sorri. ~~Ricardo na próxima vez que eu te encontrar, corre. Você disse que se eu chorasse poderia te bater, então se prepara~~  É um livro que nos mostra as surpresas da vida e mais que tudo, mostra que temos que guardar cada passagem de nossa vida, valorizar cada lembrança.

Só tenho que parabenizar o Ricardo pelo lindo livro e também a editora Novo Século pela linda diagramação.
A morte não é um fim, tampouco um pecado ou um monstro a jantar a beleza do que aqui construímos. Talvez ela seja o nosso ápice. Quem pode dizer o contrário? Pag 200

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...