Minha Opinião: Temporada de Segredos

em 21 de dez de 2014
Título Original: Seasons of secrets 
Autora: Sally Nicholls
Páginas: 240
Geração Editorial
Classificação: 5/5
Livro lido para Maratona #EuTôDeFérias

Após a morte de sua mãe, as irmãs Molly e Hannah, são mandadas pelo pai para morar nas casa de seus avós. Hannah a mais velha senti muita falta da mãe e reage com agressividade, já Molly que também sofre a perda, é mais contida e invés de extravasar como a irmã, resolve os conflitos em seu mundo de fantasia.
Hannah resolve fugir e levar Molly junto, mas no último minuto, dá pra tras e Molly sem perceber acaba saindo sozinha, o que Molly não esperava era ver um rapaz sendo perseguido por uma matilha de cães e por um caçador com chifres. No dia seguinte ao fazer uma visita escolar em uma velha igreja, Molly observa um rosto esculpido e percebe que o mesmo homem que viu fugindo na noite passada, ao perguntar a professora, descobre que ele é o Homem Verde. Ele é quem faz a grama crescer, arvores brotarem, o seu algoz é o Rei Azevinho aquele que traz o inverno. Será tudo fruto da imaginação de Molly? Ou será um deus antigo esquecido? Será que ele tem o poder de fazer sua mãe retornar da morte?
Nomes são importantes. Todo mundo tem, a não ser bebês recém-nascidos, talvez, vira-latas ou as pessoas que se esqueceram quem elas são. Mesmo vira-latas e pessoas com amnésia possuem nomes. 
Desde a primeira vez que vi a capa me apaixonei, me apaixonei ainda mais em saber que é da Sally Nicholls, amei a escrita da autora ao ler Como viver eternamente (resenha). 

Ao iniciar a leitura já percebi o quanto eu iria amar o livro, a escrita da Sally é de uma doçura tão grande, não tem como não se prender. E não deu outra em poucas paginas já me vi devorando o livro e me divertindo e me apaixonando por Molly, personagem essa doce e ingênua. 
Gostaria de viver dentro de um livro. O Mundo funciona melhor dentro de um livro. Se você vai a um piquenique, o sol sempre brilha. se alguma coisa é roubada, você pode desvendar o crime apenas pensando muito. Se alguém está para morrer, basta ligar que a emergência salvará a pessoa. É sempre óbvio quem é bom e quem é mau e as crianças podem acampar em lugares desertos ou ir ao Polo Norte ou podem ser detetives de fama mundial com apenas dez anos de idade.
Tudo é muito mais simples nos livros. Nos livros, pais perdidos sempre voltam do mundo dos mortos e quem é mau sempre acaba derrotado. O sol sempre brilha no seu aniversário e as coisas acabam bem no final.
O mistério em cima do Homem Verde, a perseguidão do Rei Azevinho, o modo como a autora faz com que as estações do ano se confunda com a estado da alma dos personagens, veio somar com o livro. Posso ficar aqui falando e falando e nunca vou conseguir demonstrar o que o livro realmente me trouxe.

Temporada de segredos é uma fábula de amor, superação e perda, é um livro que merece ser lido por todos. Um livro que deveria ser de leitura obrigatória nas escolas. Um livro que me tomou por inteira, mais que recomendado!!!

Quase esquecendo, quero parabenizar a Geração Editorial pela linda diagramação.
Você pode até se acostumar com o vazio na sua vida  onde antes havia alguém. Um vazio onde você pensava que aquela pessoa iria viver para sempre, mas um dia essa pessoa sai, sem olhar para trás, ou dizer adeus, e some para sempre.




Minha Opinião: Fascínio Egípcio

em 18 de dez de 2014
Autora: Luciane Vieira Z
Páginas: 348
Editora Modo
Classificação: 3/5
Livro #1
Lido através de Book Tour

Antes de tudo quero agradecer a Andressa do blog Livros e Chocolate Quente, pelo convite para participar do Book Tour. Obrigada!!!

Fascínio Egípcio se passa no Antigo Egito. Naia tem sua mãe muto doente. Momentos antes da morte a mãe de Naia, revela que, seu pai está vivo e entrega uma prova. Naia preocupa com o estado da mãe, saiu em desespero e acaba furtando alguns alimentos, acaba sendo pega é levada ao calabouço. O futuro Faraó Zeq, ao se deparar com a beleza Naia, não imagina ficar tão fascinado e logo se vê apaixonado. Ao descobrir que ela é filha de um sacerdote, o mesmo sacerdote que disputa poder com seu pai, não pensa duas vezes e logo adianta casamento. O que Zeq e Naia não sabia é o quanto esse relacionamento será conturbado, cheio de dúvidas e desconfianças e inimigos.

Conheci o livro e a autora em um Piquenique Literário que eu ajudei a organizar, confesso que logo de cara não me interessei, pelo motivo de se passar no Egito e por esse assunto sempre me dar sono.E passou vários eventos onde reencontrei com a Lu e nada. Daí que a Dessa me fez o convite e dai pensei: Porque não? E cá estou eu dando minha opinião.

Como era de se esperar e eu já estava preparada, Fascínio Egípcio é uma leitura devagar, densa. No inicio a leitura correu super bem, mas com o tempo fui me cansando, em algumas partes a leitura fluía em outras voltava ser devagar e assim foi até o fim.

A história em si é boa, porém achei que teve informações demais, muitas coisas eu achei desnecessários e por isso creio que a leitura ficou cansativa. Os personagens, todos muito bem elaborados e bastante apaixonantes. Roant foi a que mais gostei, a alma ingênua, aquele jeito amoroso e infantil, como não me apaixonar. Naia foi a menos gostei, muito mimada, acha que o mundo tem que estar a sua volta. Zeq é outro mimado ¬¬ Os outros personagens não tenho o que reclamar. As brigas entre Naia e Zeq foi outro ponto que me desagradou, era um tal de volta e separa e chegou uma hora que eu mesmo xinguei a falta de vergonha na cara dos dois kkk...

O que mais gostei foi que a Luciane, conseguiu fazer com que cada personagem aparece e tivesse seu momento. Outra coisa que me chamou atenção foi a pesquisa sobre a cultura, a pegada da crença nos deuses, tava com medo de se tornar confuso, mas não, Luciane teve pulso firme e dominou muito bem. E também esse livro teve uma das mortes mais lindas que já tive oportunidade de ler.

As batalhas dos exércitos do Faraó, a forma como até feras foi colocadas nas batalhas, a cultura, o figurino, tudo, tudo mesmo me fez sentir no Egito, isso me dava uma força a mais para prosseguir a leitura.

Então é isso, Fascínio Egípcio é sim um bom livro, um bom divertimento, porém uma leitura devagar. E que venha a continuação em 2015.











Promo: Fim de ano fantástico

em 17 de dez de 2014

Com a chegada do fim do ano, nós do Livros de Cabeceira em parceria com blogs amigos nos unimos para promover um sorteio pra lá de bacana pra vocês! São 12 opções de livros pra 3 ganhadores sortudos! Confiram os livros disponíveis logo abaixo.

E pra participar é super simples, a única entrada obrigatória é deixar o email para contato nos comentários, mas para mais chances de ganhar, basta seguir as entradas opcionais.

Confira o regulamento:
O 1º sorteado escolhe 5 livros;

O 2º sorteado escolhe 4 livros dos que restaram;

O 3º sorteado ficará com os 3 livros restantes.
- Deixar um comentário nessa postagem com seu email (única regra fixa do formulário)

- Ter endereço de entrega em território nacional;

Perfis Fakes não serão aceitos. Caso seja constatado o ganhador sera desclassificado sem aviso prévio.

Não nos responsabilizamos por danos ou extravios por parte dos correios, nem por um segundo envio em caso de devolução por erro nos dados informados ou entrega sem sucesso.

Após o resultado os ganhadores serão comunicados por email. Terão até 48 horas para responder e caso isso não aconteça será feito um novo sorteio.

Caso o ganhador seja sorteado com uma entrada extra que não tenha sido cumprida, este será desclassificado e será feito novo sorteio

- Cada blog é responsável pelo envio do livro cedido e o prazo para envio é de até 45 dias após o recebimento do endereço.

Observação: O formulário rafflecopter sofreu uma atualização que modificou algumas opções, e pede que as fanpages sejam "visitadas", mas a opção correta é curti-las, ok?




a Rafflecopter giveaway


Sangue com Amor - No Limite da Ousadia | Livros e Chocolate - God of War | Seguindo o Coelho - Enfeitiçados pelo Desejo | Livros y Viagens - Louco por Você | Leituras da Paty - O Beijo | Prazer, Me chamo Livro - Superação | Moonlight Books - Não Diga Uma Palavra | Mais que Livros - A Casa do Céu | Leitora Viciada - O jeito que me Olha | Livros de Cabeceira - Um gesto de Amor | Todas as Coisas do Meu Mundo - Livro do Amanhã | Falando Sobre Livros - Os Adoráveis



Boa Sorte!

Minha Opinião: Um gesto de amor

em 15 de dez de 2014
Autor: Tony Ferr
Páginas: 140
Editora Selo Jovem - cortesia
Classificação: 5/5
O livro foi lido na Maratona Literária #EuTôDeFérias

Liza é linda, é nova e com uma vida profissional estabilizada, mãe de Bruno. Liza esta decidida a não se apaixonar mais. Até que conhece André o professor de Bruno. O que ela não esperava era que a amizade e a relação de Bruno com seu professor André fosse tão forte. Bruno preenche a falta e vazio paterno com André. Liza se vê tocada com essa relação e acha que pode estar se apaixonando por André.
Mas, Liza se esquece que o seu melhor amigo Fernando, é apaixonado por ela e luta pelo seu coração, ao perceber tal "relação" de Liza e André, inventa uma enorme fofoca, onde põe tudo a perder, tanto sua relação com Liza, como a relação de Liza com André. E é nesse meio tempo onde Liza descobre, que seu filho Bruno sofre uma doença e é nessa hora onde amor, amizade, perdão são testados. 

Confesso que o me fez solicitar esse livro a editora foi a capa, essa olhar da criança me ganhou de todas as formas, nunca li uma resenha se quer do livro e muito menos lembro de ter visto qualquer comentário nas redes sociais, enrolei para ler, mas enfim quando o peguei para ler, a surpresa foi enorme.

Tony Ferr, tem uma escrita simples, mas consegue trazer os sentimentos à flor da pele, confesso que chorei e muito. Como não chorar? Bruno tem uma alma doce e ingênua, sem sombras de duvidas o esse personagem me ganhou e leva o livro nas costas.

A leitura do livro é rápida, os personagens carismáticos, até mesmo Fernando que é um chato de galocha consegue ser legal em certos pontos ~~mentiiiira~~ Mas o livro em si, só fica bom, pelo menos para mim só ficou bom da metade pro fim, onde a relação entre Bruno e André é tão perfeita e sincera que só de ler eles dois juntos, eu sorria igual uma besta. Essa é parte onde tudo está bem e do nada o mundo cai. É nessa parte onde tudo vem de uma vez só e muitos sentimentos são colocados a prova: o amor, a amizade, o perdão, o destino, o orgulho. O final do livro é surpreende.

Ao termino do livro além de me surpreender, eu me perguntei se eu seria capa de "Um gesto de amor" igual e juro que fiquei em dúvida!! Quem não ficaria?

Um gesto de amor é um livro meigo, sincero, simples, mas de um incondicional. Amantes de A Culpa é das Estrelas, podem ler, creio que iram gostar.



Minha Opinião; Mar da Tranquilidade

em 11 de dez de 2014
Título Originial: The Sea of Tranquility
Autor: Katja Millay
Editora Arqueiro - Cortesia
Páginas: 367
Avaliação: 5/5 - Favorito

Sinopse:
Nastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar. Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele.
A história de Josh não é segredo para ninguém. Todas as pessoas que ele amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. Agora, aos 17 anos, não restou ninguém. Quando o seu nome é sinônimo de morte, é natural que todos o deixem em paz. Todos menos seu melhor amigo e Nastya, que aos poucos vai se introduzindo em todos os aspectos de sua vida.
À medida que a inegável atração entre os dois fica mais forte, Josh começa a questionar se algum dia descobrirá os segredos que Nastya esconde – ou se é isso mesmo que ele quer.
Eleito um dos melhores livros de 2013 pelo School Library Journal, Mar da Tranquilidade é uma história rica e intensa, construída de forma magistral. Seus personagens parecem saltar do papel e, assim como na vida, ninguém é o que aparenta à primeira vista. Um livro bonito e poético sobre companheirismo, amizade e o milagre das segundas chances.

Resenha:
Pensei que já havia tido a quantidade de livros incríveis lidos durante o ano de 2014, mas não, ao iniciar a leitura de Mar da Tranquilidade rapidamente percebi o quanto o livro me chocaria, envolveria e mudaria. Sim, este livro me mudou, criou em mim uma necessidade imensa de descobrir os segredos dos personagens principais de uma forma consideravelmente insana, além da emoção que transborda diante da complexidade presente nos mesmos. 
Você sabe, quando o universo decide lhe dar mais um chute na bunda com uma bota de bico fino. Chorar estava fora de cogitação, e dar um chilique com gritos, risadas maníacas e palavrões com certeza não era uma possibilidade, então fiquei com uma única opção disponível: o silêncio de perplexidade. Página: 19
O livro tem introdução de uma personagem chamada Nastya, a garota por sua vez aos dezessete anos acaba de se mudar de sua antiga cidade onde morava com os pais e irmão para morar em uma outra cidade com sua tia. O que pode parecer a principio apenas uma mudança de ares rapidamente se mostra algo muito mais complexo, assim como a própria personagem. Nastya se auto denomina ressurgida das cinzas e com um ódio intenso por um tal garoto que matou sua voz, sua mão e sua vida por inteira...
Pessoas que nunca passaram por merda nenhuma sempre acham que sabem como você deve reagir ao fato de sua vida ter sido destruída. E aquelas que passaram por situações complicadas acreditam que você deveria lidar com as dificuldades do mesmo jeito que elas. Como se existisse um roteiro preestabelecido para sobreviver ao inferno. Página: 29
No segundo capitulo em seguinte, percebi que o livro seria alternado entre a narrativa de dois personagens, tais personagens: Nastya e Josh. E assim no segundo capitulo conheci Josh. O garoto por sua vez se mostra bastante reservado, mas diferente de Nastya tem seus segredos expostos para todos de um modo que ele sinceramente não gostaria que existisse. 
Enquanto me lamentar era patético, o ódio dava resultado. O ódio fortaleceu meu corpo e definiu a minha determinação, e o que decidi era que eu queria vingança. O ódio me pareceu perfeitamente saudável. Página: 113
Nastya ao mesmo tempo que se mostra totalmente envolvida com seus próprios problemas e nada interessada em demais problemas ao seu redor, se ver fascinada pela forma como Josh é altamente assustador para boa parte dos estudantes de seu novo colégio. Na verdade, assustador não é a melhor definição para o garoto, mas é como se houvesse um escudo ao seu redor, fazendo com que boa parte das pessoas se afasta dele, o deixe em paz, algo que só cheguei a entender completamente no decorrer da leitura. 
Só que passar o tempo todo bravo também não torna as coisas fáceis. Eu sei. Eu vivia bravo o tempo todo. Uma hora cansa. Página: 271
Enfim, Mar da Tranquilidade é o tipo de livro que me deixou sem palavras para defini-lo. A escrita da autora é simples, porém complexa, assim como os personagens. Porém foi isso que me fez amar todo o livro, o fato de não saber ao certo o que esperar do rumo de toda a história ou as futuras atitudes que Nastya ou Josh e demais personagens viriam a tomar. Mar da Tranquilidade vai muito além de um drama bastante intenso mesclado com o gênero new adult moderado...
Quero lhe dizer que não lembro mais como é não querê-la, que provavelmente não exista mais nada que eu queira. Quero perguntar quem pensa que é para me dizer o que eu não quero. Mas não consigo dizer nada e talvez ela pense que isso significa que concordo com ela. Página: 288
O que quero enfatizar é que o drama envolvendo os protagonistas, seus segredos e forma de pensar é algo que ao mesmo tempo que os une, os distancia e então isso acaba vindo a criar no leitor uma série de questionamentos. Ao menos comigo foi assim, me questionei se no lugar de ambos personagens teria atitudes parecidas ou totalmente diferentes dos mesmos, de como seria viver ambos dramas ou apenas um... Em o que eu acreditaria, pensaria e como veria o mundo á minha volta diante de tamanhã brutalidade presente no destino de ambos personagens.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...